Luto por morte de celebridade: é normal ficar muito triste?

Luto por morte de celebridade: é normal ficar muito triste?

A morte recente do ator norte-americano Chadwick Boseman, mais conhecido pelo seu papel como Pantera Negra, trouxe à tona um tema controverso: é normal ficar de luto quando morre uma celebridade? Temos realmente alguma conexão emocional com essas pessoas? Como lidar com estes sentimentos? Psicólogos e cientistas sociais indicam 4 motivos pelos quais isso acontece:

1- Celebridades as vezes parecem ser nossas amigas

Uma das razões pelas quais nos sentimos mal quando algo de ruim acontece com celebridades é que tendemos a formar vínculos parassociais com elas, isto é, vínculos de mão única. Muitas pessoas se sentem conectadas a atores, cantores, atletas, apresentadores e outros personagens famosos, mesmo quando não existe uma interação concreta. Vínculos parassociais são mais comuns do que imaginamos, principalmente hoje em dia, porque temos acesso à vida das celebridades o tempo inteiro. Ou seja, as celebridades passam a fazer parte do nosso dia a dia, parecem ser nossas amigas e ficamos felizes e orgulhosas por elas, mas também de luto quando ficam doentes ou morrem.

2- Celebridades estão ligadas à nossa juventude e ativam nossa nostalgia

Em alguns casos o luto tem mais a ver com sentimentos de nostalgia, na medida em que ficamos saudosos por pessoas que foram importantes durante nossa infância, adolescência ou juventude. Em outras palavras, algumas celebridades se tornam um pedaço de nossas vidas e, quando elas morrem, parece que perdemos parte de quem somos.

3- A morte de celebridades nos lembra da nossa própria mortalidade

A maioria das pessoas têm medo da morte e lida com este sentimento tentando não pensar no assunto. A morte ou doença grave de uma celebridade se torna uma lembrança desagradável da nossa vulnerabilidade, envelhecimento e morte. Da mesma forma, o ser humano tem a tendência a acreditar que o mundo é seguro e previsível, o que faz com que pensemos que coisas ruins tais como acidentes, doenças graves e morte precoce não acontecerão com a gente. A doença ou morte de uma celebridade escancara a realidade de que se coisas ruins acontecem com pessoas famosas, ricas e talentosas nós estamos ainda mais vulneráveis.

4- O luto público por celebridades permite que expressemos parte da nossa identidade

Estar de luto pela morte de uma celebridade demonstra para as pessoas à nossa volta que fazemos parte de um grupo específico, uma “tribo”, por assim dizer, que “conhecia” e admirava as contribuições culturais da celebridade em questão. O luto público por uma pessoa famosa também permite com que nos conectemos, ainda que temporariamente, com outros indivíduos, igualmente tristes pelo falecimento. Mesmo anos depois da morte de uma celebridade muitos fãs ainda demonstram luto, tal como acontece com os músicos Elvis Presley e John Lennon, por exemplo.

Algumas mortes de celebridades são particularmente dolorosas, pois ativam todos estes sentimentos ao mesmo tempo. Chawick Boseman, por exemplo, era um super-herói nas telas, e um ídolo infantil, morrendo jovem de um devastador câncer colorretal. O jogador de basquete Kobe Bryant, outra morte recente, era um atleta milionário, jovem e saudável, que morreu em um acidente de helicóptero inexplicável. Mortes por suicídio, por sua vez, são particularmente difíceis de compreender. Como uma pessoa que aparentemente “tem tudo na vida” é capaz de se matar? Dentre os exemplos de celebridades que se suicidaram recentemente temos o ator Robin Williams, a estilista Kate Spade e o chef de cozinha Anthony Bourdain.

O luto por morte de celebridade é frequentemente considerado um “luto não-reconhecido”, isto é, um tipo de luto que foge às normas socialmente estabelecidas, que tentam especificar quem, quando, onde, como, quanto e por quem pessoas deveriam lamentar. Mesmo que você não consiga explicar seus sentimentos, e que familiares e amigos não entendam, isto não quer dizer que o luto por morte de celebridade não seja perfeitamente normal, devendo ser vivenciado com todas as suas características, focando, sempre que possível, nas contribuições positivas que a celebridade em questão deixou para a sua vida e para o mundo.

Compartilhe esse conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Alguns artigos do mesmo tema