Blog

Blog

Ciúme Retrospectivo: a obsessão pelo passado do parceiro

Ciúme Retrospectivo pode ser definido como o medo do passado – amoroso e sexual – do parceiro. Quem sofre deste tipo de ciúme se torna obcecado pelos fantasmas dos “ex”. São constantes os pensamentos obsessivos, imagens intrusivas, alterações de humor, ansiedade, paranoia, medo, raiva… A pessoa começa a fazer perguntas recorrentes sobre o ex, averiguando detalhes da relação anterior, tentando chegar à “verdade” do que “realmente aconteceu”, comparando constantemente, e insistindo em falar do passado sexual do outro.

Leia mais »

Como lidar com a perda do animal de estimação

Os animais têm uma grande ligação afetiva com seus tutores, muitas vezes mais importante que a estabelecida com membros da família ou amigos. Quando eles morrem, perdemos uma fonte importante de apoio emocional. O luto por perda de animal de estimação faz parte do que chamamos de “luto não reconhecido” ou “luto não autorizado” e possui certas especificidades que devem ser compreendidas e trabalhadas.

Leia mais »

Anuptafobia: o medo de ficar solteiro

Já ouviu falar em Anuptafobia? O termo é uma palavra híbrida de Grego com Latim* e significa “medo irracional de não encontrar parceiro”. Para estas pessoas, encontrar um namorado(a) ou casar-se não é mais um desejo, e sim uma obsessão. O transtorno acomete indivíduos entre 30 e 40 anos de idade, de ambos os sexos, mas parece ser mais prevalente

Leia mais »

Manchester à Beira Mar

Manchester à Beira Mar, (“Manchester by The Sea”, 2016), é um drama familiar que conta a história de Lee Chandler, que volta para sua cidade Natal após a morte do seu irmão Joe. Lá descobre que será o guardião legal de seu sobrinho adolescente Patrick, ao mesmo tempo em que é obrigado a lidar com seu próprio passado sombrio.

Leia mais »

Violência doméstica entre casais homossexuais: o segundo armário?

A violência doméstica sofrida por mulheres heterossexuais é bastante pesquisada, mas e quanto àquela que ocorre entre casais homossexuais? Será que o tipo de violência é parecido? A resposta para esta pergunta é, ao mesmo tempo, “sim” e “não”, isto é, a violência doméstica ocorre mais ou menos da mesma forma entre todos os casais (sejam eles gays ou não), mas no caso dos homossexuais ela apresenta algumas características específicas.

Leia mais »